Inflamação

Por todo o corpo, onde estão sujeitos a grandes forças de fricção, os tendões deslizam dentro das chamadas bainhas tendinosas

Inflamação - Inflamação

Após sobrecarga dos tendões

Os tendões estão envoltos em tubos de tecido conjuntivo, cheios de líquido lubrificante, parecidos com túneis. Os próprios tendões estão envoltos na membrana tendinosa. Se esta se inflama ou se altera por esforço excessivo contínuo, surgem dores arrastadas pelo tendão. A causa é, principalmente, uma sobrecarga do tendão, mas também pode ser uma inflamação da articulação.

São mais afectados os tendões do pulso, mas as queixas podem perfeitamente surgir noutros tendões com bainhas tendinosas. A inflamação das bainhas tendinosas não surge, regra geral, devido a uma infecção, mas sim devido a esforço excessivo contínuo.

O sintoma principal são dores fortes e recorrentes. No início, as queixas verificam-se, sobretudo em movimento, mas mais tarde também em repouso. Eventualmente, também são relatados sobreaquecimento, inchaço e vermelhidão. Se a articulação afectada não for protegida e imobilizada, os sintomas pioram claramente até haver incapacidade de movimento da articulação devido à dor. Ao pressionar o ponto afectado, há dor por pressão; além disso, ouve-se um rangido quando em movimento.

Terapia – Parar com o movimento nocivo

A melhor prevenção é evitar movimentos repetitivos. Se tal for impossível no trabalho, há que fazer breves pauses em intervalos regulares.

Desde que não haja nenhuma doença concomitante como reumatismo ou uma inflamação de articulações, existem boas hipóteses de cura. Para isso, é condição essencial evitar ou reduzir o movimento nocivo.

Como medida imediata, faz sentido parar o mais cedo possível com a actividade responsável. De seguida, a aplicação local de elementos frios traz um alívio evidente. A articulação afectada é imobilizada com uma tala. Além disso, pode justificar-se a toma de anti-inflamatórios.

Combinando estas duas medidas, verifica-se um alívio claro das queixas. Depois de combatida a inflamação, pode reiniciar-se a mobilização da articulação. Para evitar nova utilização errada, o tratamento subsequente deve ser feito sob a supervisão de um fisioterapeuta.

Rate this Content

 
 
 
 
 
 
 
Rate
 
 
 
 
 
 
0 Rates
0 %
1
5
0