Pernas inchadas

Afecção vascular ou linfedema?

PDF | Seite drucken | Seite weiterempfehlen

Linfedema, estadio I

Indicadores de afecções vasculares

Pernas inchadas podem ser os primeiros sintomas de uma doença vascular, ainda antes de se revelarem varizes ou outros sinais visíveis. Picadelas, formigueiros ou comichão nas pernas são indicadores de uma afecção vascular ou de insuficiência venosa já instalada.

Se observar o inchaço todas as noites, independentemente de como passou o dia, ou se tiver os tornozelos inchados depois de viagens longas, provavelmente significa que as suas veias podem já não estar sãs. Se ficarem visivelmente mais espessas, então já sofre de varizes superficiais. ...

Inchaços e sensação de tensão, uma dor indistinta como uma cãibra, pele hipersensível e excessivamente quente e, eventualmente, com uma tonalidade azulada, podem ser indicadores de uma trombose. Em especial se observar esses sintomas depois de longos voos, de viagens de carro ou de períodos de acamamento, deverá consultar um médico de imediato. O perigo de desencadear uma trombose e, em determinadas circunstâncias, uma embolia fatal, é maior nos primeiros três a cinco dias!

Indicadores de um linfedema

Inchaços que primeiro só desaparecem à noite ou após alguns dias de respouso na cama, mas que não desaparecem por si ao fim de um período prolongado, também podem indicar um linfedema. Pode ocorrer nos braços e nas pernas, em muitos casos também noutras partes do corpo – sem causa detectável ou na sequência de radiação, inflamação ou de um tumor. Muitas vezes, só afecta um braço ou uma perna.

Em mais de 80 % dos casos, pode detectar-se o linfedema através de um simples teste: se, na base da articulação dos dedos do pé ou da mão do membro afectado, não se conseguir apertar uma prega da pele, por o tecido estar tão entumecido, a medicina dá a isso o nome de "sinal de Stemmer positivo". É muito provável que se trate de um linfedema.

Além disso, pregas naturais e aprofundadas da pele, sobretudo nas bases das articulações dos dedos, inchaços no dorso do pé ou da mão e no joelho, apontam para um linfedema.

Visto que as afecções vasculares e os linfedemas não desaparecem por si, na presença desses sintomas deverá consultar o seu médico de família ou um flebologista, angiologista ou dermatologista.

No caso de um linfedema, drenagens linfáticas adicionais e outras medidas ajudam a descongestionar. De seguida, esse descongestionamento deve ser continuado com meias de compressão. As mais indicadas são as meias de compressão de malha plana, as quais substituem as ligaduras de extensão reduzida.